Sistemas e equipamentos que ajudam na automação industrial

O ambiente industrial e as atividades que são desempenhadas possuem muita importância para a sociedade. Mais inda, o excelente desempenho das empresas e de todos os segmentos da indústria pode gerar ótimos ganhos para os índices econômicos do país, oportunidades e aumentando o poder de compra das pessoas.

Assim, esta ação proporciona lucros para as empresas e, consequentemente, a demanda de produção. Mais ainda, impacta diretamente no cotidiano de todos.

O trabalho pode acontecer de maneira eficiente e com muita qualidade, desde que as companhias se preparem.

Investimentos na contratação de funcionários experientes, utilizar equipamentos e maquinário de alta eficiência, além de uma matéria bruta de boa procedência são formas de conseguir bons resultados.

Um planejamento com metas bem definidas e recursos de qualidade são possibilidades que as empresas podem conquistar, atingindo um ótimo patamar no mercado, alta lucratividade e chances de parcerias com outras companhias.

A importância dos sensores na indústria

Os sensores são peças muito importantes nos processos de automação industrial, que consistem em detectar os movimentos na linha de produção.

Seja na contagem de peças, controle de direção ou do nível de fluidos dentro dos recipientes, os sensores são uma ótima maneira de controlar a qualidade da produtividade.

No mercado de equipamentos industriais há muitos modelos de sensores, como:

  • Ultrassônicos;
  • De fibra óptica;
  • Capacitivos;
  • Indutivos;
  • A laser;
  • De pressão;
  • Magnéticos;
  • De imagem
  • Transdutores lineares;
  • Barreiras fotoelétricas.

Esses são alguns tipos de sensores que ajudam a melhorar o desempenho nas tarefas industriais, indicando se algo está errado, otimizando o tempo e aumentando a qualidade no serviço.

Vantagens dos sensores

Os sensores tem fácil instalação e servem para fazer a medição de distância, potência, posição e velocidade.

A utilização de um sensor é um jeito de potencializar os sistemas e projetos de automação industrial, conseguindo realizar processos com praticidade e simplicidade.

Esses projetos são criados para melhorar os procedimentos, maximizar a produtividade, proporcionar baixo consumo de energia, menor emissão de ruídos e boas condições de segurança humana e de informação.

Assim, um sensor indutivo alta temperatura é um tipo de dispositivo eletrônico que consegue detectar e medir um objeto que esteja no alcance do campo magnético.

Esse modelo de sensor tem o funcionamento por proximidade, ou seja, com um oscilador que é controlado pelo condensador. A placa de aproximação é o que diferencia os sensores indutivos dos capacitivos.

As vantagens dos sensores para altas temperaturas são:

  • Não demanda nenhum tipo de contato físico;
  • Pode ser usados em várias situações;
  • Soluciona problemas de limitações espaciais;
  • Vários formatos e tamanhos;
  • Corpo em aço inoxidável;
  • Segurança no trabalho;
  • Velocidade;
  • Durabilidade;
  • Resistência.

Outra opção muito útil no ambiente industrial é o sensor infravermelho, que tem a sua composição com luz infravermelha e um receptor que reage a essa luminosidade.

O modelo passivo não emite luz, fazendo a captação de luz no ambiente. Já os de presença, acendem a luz que possuem ao detectar algum objeto ou pessoa no local.

Equipamentos que ajudam nas atividades industriais

Na automação industrial o uso de máquina eletromecânicas nos processos produtivos são o segredo para bons resultados.

Os equipamentos mais utilizados são: CLPs (Comando Lógico Programável), computadores, CNC (Comando Numérico Computadorizado), microcontroladores, robôs, SDCD (Sistema Digital de Controle Distribuído) e sensores.

Dependendo da atividade e peso dos itens produzidos, o ambiente de fabricação necessita de uma máquina de elevação para a movimentação das mercadorias.

Uma ponte rolante é um maquinário grande que funciona como um guindaste, com locomoção horizontal, fator que facilita o processo de elevação de carga.

Este equipamento tem alta durabilidade, baixo índice de manutenção, auxilia com a redução de energia, precisão nos movimentos, além de ter uma configuração que permite um posicionamento aéreo, resistência à torção, sistema compacto e organizado.

Já o torquímetro pneumático é uma ferramenta que faz utilização do ar comprimido. É projetado para aplicar torque ou tensão a um fixador, ou seja, pode ser usado para apertar, fixar e ajustar porcas e parafusos.

Essa máquina tem muita relevância na produção da indústria, facilitando o trabalho dos funcionários e otimizando o tempo.

Investimentos em implementação de técnicas e sistemas de automação industrial são o segredo para as empresas conquistarem um bom desempenho.

Portanto, buscar informações e referências sobre companhias especializadas em serviços de projetos de automação podem render muitos lucros, recursos para atender a demanda dos clientes e, assim, conseguir consolidação no mercado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *