Saiba mais sobre os modelos de transformadores

Geralmente, o que vai ditar a ocorrência do conserto de transformador é o modelo, bem como a fabricação da peça.

Isso porque em alguns casos, o equipamento pode já ter sido adquirido com algum defeito, por isso, necessita de reparos recorrentes.

Entretanto, cabe destacar que o transformador tem papel importantíssimo no setor industrial.

Uma vez que atua na transformação de tensão elétrica em equipamentos, melhorando assim o funcionamento dos motores e demais componentes internos de determinados aparelhos.

Partindo desse ponto de vista, desenvolvemos este artigo especial para que você conheça mais sobre os modelos de transformadores.

Acompanhe a partir dos demais tópicos.

Função do transformador

Este é um dos equipamentos mais comuns encontrados no mercado.

Em suma, ele não entra na categoria dos transformadores com núcleo ferromagnético, pois é feito de um material imantável e as bobinas são formadas por um número diferentes de espiras, isoladas eletricamente entre si.

Elas são denominadas como primária e secundária.

Por sua vez, a primária é a bobina que recebe a tensão da rede, e a secundária é a bobina é destinada à saída da tensão transformada, com valor diferente.

A grande maioria dos equipamentos eletrônicos emprega o transformador 110 para 220 ou vice e versa, seja como elevador ou diminuidor de tensão.

Uma vez que a bobina é conectada a uma fonte de corrente alternada, surge um campo magnético que varia ao seu redor.

Deste modo, aproximando-se outra bobina à primeira, o campo magnético variável na primeira bobina anula as espiras da segunda bobina.

Sendo assim a consequência da variação de campo magnético sobre suas espiras aparece, na segunda bobina, uma tensão induzida.

Com isso, as bobinas são eletricamente isoladas entre si, e a passagem de energia é feita de uma para a outra, exclusivamente por meio de força magnética.

Tipos de transformadores

Existem diversas ferramentas que alteram a tensão de determinado aparelho, seja transformador 220 para 110, alternador de corrente, dentre outros.

Entretanto, o equipamento pode ser classificado de acordo com alguns parâmetros, como:

  • Finalidade de uso;

  • Tipo;

  • Material do núcleo;

  • Número de fases;

  • Dentre outros aspectos.

Sendo assim, abaixo separamos alguns dos modelos mais utilizados na indústria. Confira:

Transformador de corrente:

O transformador de corrente, ou TC, tem como objetivo detectar ou medir a corrente elétrica que circula em um cabo.

Bem como barra de alimentação, e transforma-la em outra corrente com valor menor, a fim de ser transmitida a um elemento de medição ou circuito elétrico.

Em suma, o modelo é muito utilizado para abaixar a corrente elétrica da rede para alimentar dispositivos eletrônicos que não suportam altos níveis de corrente.

Autotransformadores

autotransformador é um modelo diferente dos tradicionais, uma vez que apresentar diversos valores de saída para a tensão.

Este modelo entra na categoria dos que possui núcleo ferromagnético, pois conta apenas com uma bobina.

Entretanto, essa bobina tem um lado recebedor de tensão com vários taps para permitir a devida entrada de energia.

Ademais, esse modelo de transformador possui as mesmas peças que os modelos comuns, mas é mais prático e versátil, podendo ser encontrado como transformador 5000va nas lojas do ramo.

Transformadores de potencial

transformador de potencial – TP é responsável por mudar os valores de tensão que entram na bobina primária.

Deste modo, a espira primária recebe a tensão e conduz uma corrente primária. Por essa corrente ser alternada, ela gera uma variação no fluxo magnético na parte interna.

Esse tal fluxo é canalizado pelo núcleo ferromagnético e, na espira secundária, induzindo uma tensão nesta espira.

Se não tiver um circuito fechado ligado à espira secundária, uma corrente induzida será estabelecida na peça.

Elevador e abaixador de tensão:

O valor em que a tensão será depois de sair do transformador está diretamente ligado à quantidade de espiras que cada bobina possui.

Neste sentido, para um transformador elevador de tensão, por exemplo, o número de espiras da segunda bobina será maior do que o número de espiras da primeira bobina.

Assim sendo, no transformador abaixador, o número de espiras da segunda bobina é menor do que a quantidade de espiras na primeira bobina.

Sanando as principais dúvidas sobre transformador

Abaixo, segue algumas informações pertinentes acerca dos transformadores, para sanar qualquer tipo de dúvida.

Número de bobinas:

Neste contexto, as bobinas podem ser chamadas de primárias e secundárias. Quando tem uma terceira bobina, ela é chamada de bobina terciária.

Existem também os transformadores com apenas uma bobina, o chamado autotransformador, assim com foi mencionado em parágrafos anteriores..

Ferromagnético:

No sentido de um transformador com núcleo de ferromagnético, são usadas chapas de aço laminadas. No mais, as chapas de aço de silício, para diminuir as perdas por correntes parasitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *