Qual a importância da usinagem com torno mecânico?

O processo de usinagem é utilizado para a fabricação de peças industriais. Ou seja, seu objetivo é dar forma a matérias-primas que serão utilizadas em outras máquinas.

Um dos exemplos clássicos é a própria fabricação de chaves, que utiliza um modelo para a recriação de uma nova forma com metal. As Empresas de usinagem, então, produzem esse tipo de peças em série, o que diminui os custos e o tempo gasto.

A usinagem é realizada por meio de cavacos, que podem ser utilizados tanto em maquinários quanto de forma manual.

Inclusive, apesar do grande avanço de ferramentas e máquinas, realizar esse procedimento manualmente ainda acontece muito. Uma das formas de realizar a usinagem é por meio do torneamento.

Ao longo deste artigo, veremos alguns métodos de usinagem, que pode ir desde a criação até a moldagem de uma peça.

O processo de torneamento

No momento da criação do processo de usinagem, a primeira máquina utilizada para isso foi o torno mecanico. Isso significa que essa máquina é considerada a primeira ferramenta utilizada pelo homem, de onde saíram todas as outras.

Inicialmente, o torno era utilizado por artesãos e para fabricar utensílios domésticos, como mesas e cadeiras. Ele possuía um pedal que auxiliava o trabalhador a manobrá-lo.

Os primeiros tornos eram bem grandes e pesados, necessitando de mais de uma pessoa para sua utilização. Mas, com o avançar da tecnologia, surgiu o torno a vapor e, posteriormente (na década de 1960), o torno automático.

Com isso, a máquina passou a ser mais eficaz e eficiente, contando com diversas velocidades e podendo fabricar variadas peças. Foi então que surgiu a usinagem em torno automático.

Para isso são necessários movimentos de corte, de avanço e de penetração, que são, de forma geral, as etapas que formam a peça desejada.

Ele atua de maneira rotativa e pode fabricar diferentes tipos de material. Os tornos ainda são muito utilizados em fabrica metalurgica e de automóveis, principalmente porque a usinagem serve, principalmente, para peças de metal.

De um modo geral, existem seis tipos de tornos:

  1. Tornos horizontais;
  2. Tornos de placa;
  3. Tornos verticais;
  4. Tornos revólver;
  5. Tornos copiadores;
  6. Tornos de produção;

O primeiro é o mais comum, mas não consegue fazer uma grande variedade de peças. O segundo é voltado para a fabricação de materiais com grande diâmetro, mas curtos no tamanho.

O terceiro fabrica peças grandes e pesadas, como polias. Enquanto o quarto é um maquinário mais completo e necessita de dispositivos especiais para seu funcionamento.

Já o quinto copia um material que já existe, utilizando um perfil premeditado. Por fim, o último possui dois carros e corte múltiplo, o que aumenta a rapidez da produção.

Os objetivos da usinagem

Por ser um tipo de trabalho extremamente importante e que precisa de conhecimento, há locais especializados que oferecem serviços de usinagem em SP.

Um dos seus principais objetivos é proporcionar um acabamento correto e com perfeição para as peças fabricadas, inclusive daquelas que contenham furos, saliências e outras peculiaridades.

A qualidade das peças fabricadas é muito importante, já que serão utilizadas na montagem de outros materiais.

Outro objetivo é produzir mais peças em menos tempo e, dessa forma, gastando menos dinheiro. É uma alternativa mais atrativa do que a moldagem e o processo de fundição. Sem a existência da usinagem, muitas outras máquinas não existiriam.

Assim, esse processo é dividido em quatro etapas ou tipos: a perfuração, que é o tipo mais básico; a moldagem (no qual entra a tarefa do torno); a fresagem, que tem a função de cortar outros materiais; e, por fim, a moagem, que serve para moldar ou afiar alguma outra peça.

Reparações e remates também são um dos objetivos da usinagem, que ajustam determinadas peças que já existem.

Também chamado de ajustagem, esse processo é, muitas vezes, feito manualmente, tanto no início quanto no fim de um processo de usinagem completo. Lixar, furar e outros pequenos ajustes entram neste tipo de modalidade.

Todas as formas podem ser recriadas e reproduzidas por um processo de usinagem. Basta que a ferramenta ou o trabalhador esteja apto para realizar o serviço.

A importância desse método é tão grande há tanto tempo que pouco se fala disso. Mas, a verdade é que, sem a usinagem, grande parte dos objetos e maquinários que conhecemos não estariam disponíveis. Isso inclui carros, aviões e até mesmo navios. Basicamente, todas as indústrias e fábricas necessitam da usinagem, o que a torna essencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *