Processos importantes nas metalúrgicas

O ramo industrial está dividido em uma série de categorização de setores, ou seja, existem diversos tipos de indústrias, voltadas a diferentes práticas e públicos, com objetivos de produção que se diversificam. Nesse contexto, encontramos as metalúrgicas.

É importante entender que as indústrias estão totalmente atreladas com grandes empresas, sejam elas privadas ou estatais, já que são essas grandes empresas que possuem investimento suficiente e demanda de produção que exigem a criação de um setor especializado na produção de seus itens de vendas.

Dentro dessa categorização dos setores industriais, temos as indústrias de base, que são espaços que tem como principais objetivos a produção de máquinas, peças e ferramentas que serão utilizadas tanto no comércio, principalmente na construção civil, mas também tem importância na criação desses equipamentos para consumo dos demais setores industriais.

Sendo ainda mais específico, dentro da categoria de indústrias de base temos as metalúrgicas, que são os setores responsáveis pelo trabalho e produção de peças formadas por revestimentos metálicos, de diferente tipos de materiais metálicos e para diferentes formatos.

Como as indústrias metalúrgicas são campos extremamente importantes para que as demais indústrias cresçam e também para que áreas comerciais sejam abastecidas, achamos pertinente aprofundar um pouco mais sobre algumas práticas desse setor.

Obviamente a quantidade de atividades das metalúrgicas é bastante ampla e não nos cabe abordar todas as operações ocorridas nesses espaços.

Mas tentaremos trazer para vocês alguns procedimentos essenciais, máquinas e ferramentas que compõem esses espaços, e como as práticas desse setor beneficiam os outros ambientes que adquirem as peças produzidas nas metalúrgicas.

Processos importantes

Entre os inúmeros procedimentos que ocorrem nas indústrias metalúrgicas, talvez os mais importantes sejam os de usinagem e de caldeiraria.

Basicamente, o processo de usinagem é realizado para que uma matéria-prima metálica ganhe um formato de uma peça, através da realização de operações que cortam sistematicamente a matéria, dando a ela o formato planejado.

Já a caldeiraria é um processo que utiliza-se de peças metálicas, como chapas, e por meio de etapas específicas essas chapas são modificadas, curvadas e desmontadas, ganhando a forma planejada.

Ambos os procedimentos são fundamentais para estruturas que serão utilizadas na montagem de espaços industriais, máquinas e práticas da construção civil sejam confeccionadas.

O nosso foco agora será falar mais especificamente sobre os processos de caldeiraria industrial. A caldeiraria é um setor específico da indústria metalúrgica, em que Empresas de caldeiraria dispõem de todos os aparatos, equipamentos e ferramentas necessárias para que os processos de caldeiraria sejam executados da maneira desejada.

Existe um grande número de empresa de caldeiraria industrial, mas uma empresa caldeiraria que queira se destacar e prestar esses importantes serviços para as indústrias metalúrgicas devem estar sempre atenta às constantes evoluções das tecnologias e das possibilidades de atuação no mercado industrial.

Entre as estruturas e composições formadas após as etapas das caldeiras industriais, podemos citar, por exemplo:

  • Válvulas;
  • Dutos;
  • Plataformas;
  • Estruturas de máquinas;
  • Painéis;
  • Roscas.

Outros esquemas

Além da caldeiraria e da usinagem, existem outros procedimentos que visam o trabalho com peças e matérias-primas metálicas, incluídas as chapas de metal. Um desses processos é o Oxicorte de chapas, que é uma operação cujo objetivo é o corte preciso desses materiais.

Por meio do aquecimento das chapas e da utilização de ferramentas jateadas, que perfuram e cortam as chapas, ao final das operações estes materiais ganham o formato planejado.

Esse é mais um procedimento que deve ser executado com perfeição e cautela, principalmente pelas altas temperaturas que os componentes de aquecimento atingem.

Controle das temperaturas

Para que essas altas temperaturas não se excedam e atrapalhem as atividades, não só nos processos de oxicorte de chapas, mas também em outras diversas atividades, é essencial a presença de dispositivos que possam determinar o nível de temperatura das máquinas e ferramentas.

Um dos principais dispositivos eletrônicos que executa essa função de controle da temperatura é o Termopar pt100. Esse é um equipamento bastante moderno, que capta a temperatura presente pelo contato dos fios do dispositivo.

Dessa forma, existem diferentes modelos desse instrumento, com variação nas potências e também na quantidade de fios de contato.

Podemos encontrar, por exemplo, um termopar pt100 3 fios, modelo diferente de outros termopares que vemos comumente sendo utilizados nas fábricas.

Equipamentos como esses são fundamentais para que os procedimentos, como os citados ao longo do texto, ocorram de maneira segura para os trabalhadores, protegendo suas saúdes e também a vida útil dos aparatos presentes nas indústrias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *