Pequenas peças do ramo industrial

Investir na área da indústria é um dos negócios mais difíceis do Brasil, principalmente quando se trata de encontrar os equipamentos corretos para fazer seu projeto funcionar.

Claro que existem aqueles que todos conhecemos, mas às vezes se pode encontrar objetos auxiliares, que têm como função otimizar o tempo gasto.

É interessante saber que existem pequenas peças do ramo industrial que fazem toda a diferença na hora de produzir suas mercadorias.

Muitas delas, inclusive, podem ser aplicadas a diferentes tipos de equipamentos, de modo que o investimento nelas é bastante vantajoso.

É necessário conhecê-las um pouco mais e entender como, onde e por que são tão importantes dentro do circuito industrial.

Adaptador para boina de politriz

A boina de polimento serve para garantir um belo acabamento, refino e lustração no serviço de funilaria, podendo surgir nos mais diversos tipos de material: de fio trançado, de lã, de espuma e de microfibra.

Cada uma é ideal para diferentes estágios da fase de polimento de um automóvel, ou pelo objetivo que você deseja alcançar.

A de fio, por exemplo, é bastante rápida e reduz as marcas ao máximo, enquanto a de microfibra é a mais indicada para polir espaços pequenos e de pequeno acesso, como para-choques e cantos de portas.

adaptador para boina de politriz vem com vantagens que ajudam a facilitar o trabalho e otimizar o tempo necessário para polir. Isso reduz o trabalho braçal dos funcionários, sendo possível aumentar o ritmo na indústria.

Outro ponto positivo é que este mesmo adaptador ainda serve para transformar a sua ferramenta em uma lixadeira, pois eles possuem um sistema de encaixe bastante prático.

Válvula solenoide

Podendo ser aplicada em diversas áreas da indústria diferentes, a válvula solenoide tem como principal função substituir os dispositivos manuais que regulam os fluxos de substâncias líquidas ou gasosas.

O funcionamento se dá através da energização da bobina, que acaba formando um campo magnético capaz de mover o êmbolo em seu interior. Quando isso acontece, a abertura por onde passa o fluxo é fechada.

Além disso, a abertura da válvula solenoide pode variar de acordo com o número de vias: duas, que serve para controlar fluídos e automatizar o sistema pneumático; três, que desvia e converge fluxos; quatro e cinco, ambas sendo utilizadas para operar cilindros e atuar em dupla ação.

Em geral, as categorias também se dividem: fechadas, referindo-se àquelas que se fecham quando não recebem energia; abertas, as que se abrem ao serem desenergizadas; e Universal, que trabalha de ambas as formas.

Elas também variam de acordo com os lugares onde elas podem ser aplicadas, sendo divididas em: uso geral; refrigeração; combustíveis; sistemas pneumáticos ou hidráulicos; especial para produtos corrosivos; filtro de manga; e rearme manual.

Inclusive, não é só no mundo industrial que podemos encontrá-la.

A válvula solenoide é também utilizada na confecção de equipamentos domésticos, especialmente aqueles ligados a lavagens, como de louça ou de roupa, além de sistemas encontrados em piscinas, aquecedores automáticos e de irrigação.

Manômetro industrial

Inventado como forma de medidor de pressão, seja atmosférica, arterial, de gases e líquidos, ou de equipamentos diversos, o manometro industrial virou um item de muita importância no setor da indústria, principalmente devido à questão de válvulas pneumáticas e do controle de máquinas.

Confira, a seguir, alguns tipos:

  • Elástico;
  • Bourdon;
  • Espiral;
  • Fole;
  • Diafragma;
  • Líquidos;
  • Coluna vertical.

No setor industrial ainda se podem encontrar outras categorias, que servem para diferenciar o tipo de uso de cada um.

O diferencial deve ser aplicado em situações que contem com fluídos líquidos ou gasosos. Ele permite que a pressão estáticas seja duas vezes maior.

Já o de Contato Elétrico é responsável por ligar e desligar circuitos elétricos em uma pressão ajustada. Eles emitem alertas quando a pressão chega ao limite.

O Petroquímico, produzido com aço inoxidável, é ideal para ser usado em ambientes corrosivos, relacionados a processos químicos.

Hoje em dia existem muitas versões digitais dos manômetros, que compartilham as informações que foram medidas através de internet ou bluetooth, sendo possível acessá-las através de computadores, tablets e telefones celulares, mesmo sem estar por perto.

Cada uma destas peças servem para setores e ocasiões diferentes, mas dentro de um circuito industrial completo elas são capazes de melhorar ainda mais a capacidade de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *