O que são filtros industriais?

O mundo industrial é repleto de componentes que, muitas vezes, nem sabemos que existem. Dentre esses componentes muito utilizados, estão os mais variados tipos de filtro.

No decorrer deste artigo, você poderá compreender um pouco mais a respeito dos filtros industriais.

Topologia em Y

Construído em semelhança a uma derivação tubular em Y, o filtro tipo y possibilita a instalação de um elemento cilíndrico.

O fluido, por filtrar, chega do duto anterior à bifurcação, encontrando pela frente toda a superfície interna do elemento filtrante, pela qual passa sob pressão.

O fluido já filtrado segue para a superfície externa do cilindro, de onde é coletado para uma das derivações.

A outra derivação é na verdade o acesso para a remoção do filtro saturado, ou seja, contendo tantos detritos que começa a prejudicar a vazão, e a instalação de um novo, caso o antigo não possibilite recuperação.

Filtragem em ambientes de pintura

Cabines de pintura são ambientes problemáticos para a respiração, tornando-se essencial o uso de filtro para cabine de pintura.

Tinta líquida é aplicada por aspersão, pelo uso de um Venturi, o que pressupõe o uso de ar comprimido. Tubo Venturi é todo dispositivo usado para aspergir líquidos, aplicável desde bombas de inseticida, até carburadores de motores.

Formado o facho de tinta aspergida, no caminho deste é colocado o objeto por pintar. Boa parte da tinta escapa do alvo, seguindo além deste, indo parar, preferencialmente, na cortina de água recirculante instalada para este fim.

A cortina de água é o coletor primário da tinta desgarrada, mas a turbulência do ar, geralmente, desvia ainda uma parte das partículas, motivo suficiente para se instalar um Exaustor de ar associado ao filtro.

Esse filtro é recortado sob medida de uma manta, que pode ser composta de poliéster ou fibra de vidro, e especificada para a granulometria necessária (tamanho de grãos ou gotas por reter).

Condicionamento de ar

Para quem é um simples usuário, o filtro para ar condicionado pode passar despercebido, mas é importante não apenas para o ar frio produzido na saída, como para preservar o equipamento, e evitar consumo de energia excessivo.

Detritos em suspensão ou autopropelidos, caso não filtrados, tendem a se alojar nos trocadores de calor da central de água gelada.

Geralmente, poeira e detritos orgânicos são isolantes térmicos, o que reduziria a eficiência da troca térmica com o ar, levando o sistema a aumentar a atividade do compressor de refringente.

Caso os detritos obstruam grandes áreas dos trocadores de calor, a automação do Ar condicionado tentará compensar a queda na vazão aumentando o giro do exaustor, tudo impactando em aumento de consumo de energia e de nível de ruído.

A permanência de detritos orgânicos os pode levar à putrefação, comprometendo a higiene e o bem-estar dos frequentadores do local.

Uma vez vistas todas as vantagens do Filtro de ar condicionado, é importante salientar que:

  • Filtros de ar condicionado têm prazo de caducidade;
  • Filtros de ar condicionado tendem a se entupir;
  • Filtros de ar condicionado retêm microorganismos variados;
  • Filtros de ar condicionado não isolam, embora retenham odores;
  • Filtros de ar condicionado seguem normas (ABNT, Ministério do Trabalho, OSHA), etc.;
  • Filtros de ar condicionado estão sujeitos à fiscalização (ver NR32).

Ventiladores

O Ventilador, geralmente, constitui-se em excelente alternativa ao condicionador de ar.

Usado em rotação reduzida, e dispondo de basculamento, o ventilador possibilita agitar o ar sem, praticamente, gerar desconforto (como despentear pessoas ou levantar papéis no ar).

É sabido que, mesmo em clima quente, o ar ainda está abaixo da temperatura corpórea humana, que pode estar, geralmente, entre 10 e 20°C acima.

O fato de uma brisa menos quente circular ao redor do organismo, possibilita afastar o ar parado nas proximidades da pele, e que tende a assumir temperatura próxima (cerca de 37°C).

É certo que ninguém lembra de instalar uma manta filtrante atrás de um ventilador: embora reduza a eficiência do ar propelido, um ventilador poderia capturar partículas em suspensão e mesmo microorganismos.

De fato, períodos de calor são épocas propícias à disseminação de doenças respiratórias, propelidas por ventiladores.

Climatização

O uso de Climatizador é, geralmente, uma boa ideia. Incorporando vantagens do ventilador, não necessita de ambiente isolado, característico do ar condicionado.

O climatizador não possui radiador nem compressor, e sim, dispõe de gaveta para água, que evapora com a passagem do ar propelido, tendendo a roubar calor deste.

O acréscimo de umidade também pode vir a se refletir em conforto adicional para climas especialmente secos.

Alguns modelos de climatizadores podem dispor de um compartimento para acomodação de gelo ou tablete de resina de Silicone congelado, proporcionando alguma redução de temperatura, porém sem elos de controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *