Veja alguns dos meios de medições utilizados na indústria

À primeira vista, o papel da indústria parece ser simples: transformar matérias-primas em mercadorias acabadas e prontas para serem vendidas tanto a comerciantes quanto para os clientes finais.

Entretanto, como para tal é preciso realizar uma série de processos físico-químicos, essa atividade acaba revelando-se muito mais complexa do que se imagina.

Isso, por sua vez, faz com que as empresas desse segmento dependam de uma série de fatores para funcionar. Por exemplo: sem funcionários com a qualificação adequada, isso não seria possível.

Além disso, é comum o uso de uma série de equipamentos que garantam a exatidão dos processos realizados, fundamental para que os produtos resultantes sejam de qualidade e para que a equipe possa trabalhar com segurança. Entre as grandezas mensuradas, estão:

  • Peso;

  • Pressão;

  • Dureza;

  • Umidade.

Quer aprender mais a respeito dos aparatos usados para aferi-las, bem como sua manutenção? Então continue lendo e confira algumas informações essenciais para essa tarefa:

Termômetro

Muitos dos equipamentos usados em indústrias também têm finalidades domésticas. É o caso, por exemplo, do termômetro: seja para mensurar a temperatura de uma receita na cozinha ou de uma pessoa com febre, ele sempre está presente em residências.

No caso das indústrias, esse equipamento, apesar de simples, tem um papel fundamental em seus processos.

Afinal, é graças ao termometro que os profissionais de uma fábrica podem saber a temperatura no interior de recipientes, de fluidos líquidos ou gasosos, entre outros itens e substâncias.

Deste modo, caso ela esteja fora da faixa ideal, eles podem buscar maneiras de corrigir o índice, evitando perdas de eficiência ou de qualidade.

Vale ressaltar que, por mais que esse aparato seja fabricado para que tenha uma vida útil longa, é natural que seus componentes se desgastem à medida que o objeto é usado.

E, quando isso acontece, pode ser que as mensurações feitas com ele deixem de ser precisas, prejudicando os trabalhos na linha de produção.

A boa notícia é que há um procedimento capaz de restaurar a confiabilidade nesse equipamento: a calibração de termometro.

Nele, um profissional devidamente qualificado para a tarefa realiza uma série de testes, para verificar se a exatidão do item está comprometida. Em caso afirmativo, ele também se ocupa dos reparos necessários para que ele volte a funcionar corretamente.

Paquímetro

Além de fatores imateriais, como a temperatura e a pressão, muitas vezes as rotinas industriais demandam a mensuração de grandezas físicas, como os tamanhos e espessuras de peças, Nesses casos, a finalidade costuma ser facilitar o controle de qualidade de tais componentes.

Nessa situação objeto mais indicado para ajudar na tarefa é o paquímetro. Trata-se de uma espécie de régua com um encosto físico e um cursor, que permitem a medição de certas dimensões de objetos.

Também existem modelos que contam com um pequeno monitor digital, facilitando as leituras e reduzindo as chances de erros no procedimento.

Vale ressaltar que, para garantir que a vida útil do item será tão longa quanto possível, é interessante adquirir um modelo de um fabricante de renome, como o paquímetro Mitutoyo.

Por mais que isso possa exigir um investimento superior, ele é justificado pela qualidade do objeto.

Microscópio

Existem segmentos industriais que lidam com componentes tão pequenos que simplesmente não são visíveis a olho nu.

É o caso, por exemplo, do ramo farmacêutico: não é raro que matérias-primas e agentes biológicos sejam controlados a níveis moleculares, ou, ao menos, em dimensões muito pequenas e detalhadas.

Nesses casos, a melhor opção é providenciar um microscópio para que os profissionais possam realizar o seu trabalho. Trata-se de um aparato que, com a ajuda de lentes, aumenta as proporções do item observado em várias vezes, facilitando a sua observação, e, consequentemente, medição.

Vale ressaltar que existem dois modelos desse item no mercado, e que ambos devem ser analisados antes de se optar por um ou por outro. Por exemplo: como o microscópio óptico preço costuma ser o mais baixo, essa é a melhor opção para quem precisa economizar.

Porém, sua capacidade de aumento é limitada, fazendo com que esse tipo de microscópio não seja adequado para quem trabalha com partículas excepcionalmente pequenas.

Se for esse o caso, recomenda-se a aquisição de um modelo digital, que, apesar de mais caro, tem muito mais capacidade de aumento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *