Manutenção e calibração industrial

Ter uma indústria ou fazer parte da gestão de uma fábrica é uma tarefa complexa e bastante difícil, já que lida com muitos problemas e diversos tipos de manutenção.

Grande parte desses problemas estão relacionados às máquinas e ferramentas que quebram sem aviso prévio, ou que então se tornam obsoletas. Para evitar esses tipos de dores de cabeça, existem as chamadas manutenções industriais.

O objetivo da análise é único de permitir que uma máquina ou ferramenta tenha seu potencial máximo de desenvolvimento novamente, após uma falha ou então uma quebra. Isso garante diversos benefícios para o gestor, como a diminuição de gastos.

Outros fatores são importantes para serem considerados as manutenções:

  • Maior tempo de uso da máquina;
  • Evita desgastes;
  • Permite um menor custo;
  • Garante segurança nas operações.

Assim, a manutenção deve ser um princípio norteador do gestor desde o momento em que se optou pela instalação de determinada máquina e ferramenta.

Por conta disso, existem alguns tipos de procedimentos de manutenção que trataremos nesse texto, e que são aplicados na indústria de forma sistemática e precisa.

Tipos de manutenção industrial

A análise nada mais é que um meio para evitar que o desgaste que ocorre durante a operação venha ter danos profundos.

Isso acontece porque existem diversos tipos de desgaste que uma máquina pode ter como abrasão, corrosão, dano, erro de funcionamento e muitos outros.

Desse modo, seja a manutencao de torres de resfriamento ou de compressor de ar, ela precisa estar presente nos processos industriais. De forma gerais, temos seis tipos de manutenção industrial principais, confira abaixo.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva é uma das mais importantes, pois ela tem como objetivo permitir que a máquina esteja sempre em pleno funcionamento. Para isso, é necessário a programação de diversas manutenções periódicas.

A preventiva é feita, geralmente, com base no tempo e nas condições para manter o equipamento funcionando e, partindo dela, fazer com que haja o desempenho ideal dos materiais estruturais, como a prevenção da corrosão, da fadiga e da deterioração.

Assim, a manutenção preventiva em compressores de ar são de grande importância para os hospitais, por exemplo, que usam em grande medida esses equipamentos e que não podem falhar.

Manutenção de parada

Consiste na análise após a parada dos equipamentos, para que esses atinjam o estado de novo. Aqui as intervenções são feitas no sentido de revisão e reparos em todos os itens do equipamento, assegurando bom desempenho do equipamento por um longo tempo.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é aquela que visa a correção de determinados problemas, após a detecção por parte dos operadores.

Assim, é avisado ao departamento responsável pelas manutenções que envia um técnico para corrigir o problema.

Manutenção de quebra, baseada no tempo e baseada nas condições

Esses três tipos são as menos comuns dentro da indústria. A de quebra ocorre quando a máquina quebra sem aviso prévio, e sua manutenção é mais vantajosa que a compra de um novo produto.

A baseada no tempo é um tipo de manutenção que visa a análise do desempenho da máquina para fazer intervenções (ideal para manutenção preventiva geradores diesel).

Por fim, a análise a baseada nas condições segue os mesmos padrões do tempo. adicionando alguns outros elementos, como a análise de temperatura.

Esses tipos de manutenção são essenciais para o desenvolvimento dos processos industriais, para que eles se tornem mais efetivos.

Calibragem de máquinas – importante na indústria

A calibração é um procedimento muito importante para verificar se as máquinas estão trabalhando de forma adequada.

Isso porque a calibração nada mais é que a verificação dos instrumentos de medição usados na indústria, de modo a entender se tais instrumentos que passam pela montagem estão em condições de operar.

A calibração é uma comparação entre o respectivo instrumento com um instrumento de referência ou instrumento padrão. Isso garante que as medições de pressão, temperatura, gás e outros sejam feitos de maneira precisa.

Após feita a calibração, a ferramenta ou acessório recebe um certificado que comprova que o instrumento está apto para operar e que os resultados por ele obtidos são de referência.

A calibração tem alguns benefícios como:

  • Previne danos ao instrumento;
  • Ajuda na validação dos critérios de aceitação;
  • Identifica se a máquina precisa de atenção;
  • Garante que o produto final tenha qualidade.

Dessa forma, vimos que a manutenção industrial e a calibração são muito importantes para os processos industriais se tornarem mais eficientes e mais seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *