Manutenção de componentes presentes na indústria

As indústrias e seus mais diversos setores são os responsáveis pela produção de insumos nos elementos que usamos no nosso cotidiano que vai desde os automóveis que usamos até mesmo em nossa alimentação.

Cada fábrica possui um tipo e uma forma de trabalhar, possui ferramentas e máquinas diferentes, que vão desde o uso de um martelo de borracha pequeno para pequenos detalhes até grandes máquinas que transformam e cortam matérias-primas.

Apesar dessas diferenças há alguns pontos em comum que ajudam as fábricas no desenvolvimento de procedimentos eficientes e altamente produtivos, como a manutenção industrial.

Manutenção industrial e sua importância

As fábricas então se compõe de máquinas e ferramentas que vão sendo usados no cotidiano e por conta disso o seu desempenho pode cair e em alguns momentos pode acontecer até mesmo a sua falha total.

Muitas indústrias apostavam na compra de novos equipamentos quando aconteciam isto, porém, conforme a produção foi avançando, e elementos externos foram acontecendo, comprar uma nova máquina ou ferramenta pode ser onerosa.

Desse modo, começou-se a recorrer aos plano de manutenção empilhadeira hyster, planos de manutenção para as esteiras e para qualquer ferramenta que era usada no cotidiano da indústria.

O objetivo central da manutenção é a restauração de uma peça, máquina ou sistema para que sua condição operável seja devolvida.

Assim, a manutenção entrou na indústria como uma forma estratégia de gestão de ativos, principalmente, as manutenções preventivas e preditivas que possuem o objetivo de arrumar qualquer falha antes que apareçam, sejam em uma cabine de força primaria de energia ou em máquinas de movimentação de cargas.

Há muitos tipos de manutenção industrial e que podem ser usados dentro das fábricas de acordo com suas demandas como:

  • Manutenção corretiva;
  • Manutenção preventiva;
  • Manutenção preditiva;
  • Manutenção detectiva.

Abaixo falaremos de outros elementos que podem ser encontrados nas fábricas e em suas máquinas garantindo sua melhor qualidade e eficiência.

Os termopares industriais

Algumas máquinas e equipamentos precisam de sensores, um exemplo são as empresa automação industrial que precisam desses equipamentos para fazer o acionamento de determinadas estruturas.

Há sensores de movimento, sensores de presença e um dos mais importantes são os chamados sensores de temperatura, conhecida pelos especialistas e industriais como termopares industrias.

Os termopares são simples, de baixo custo, porém muito robusto. Esse tipo de sensor é formado com metais distintos que são unidos em uma extremidade formando um circuito fechado, com isso, o equipamento gera uma Força Eletro-Motriz (FEM), que quando é acoplada em determinado instrumento de leitura, é possível ler a temperatura do processo de temperatura.

Assim, existem diversos tipos de termopares, como o sensor tipo K, tipo J entre outros, abaixo falaremos sobre esses modelos com mais detalhes.

1. Sensor tipo K

Esse tipo de sensor é um dos mais genéricos, porém, possuem um baixo custo e por conta disso, pode ser encontrada nas mais variadas sondas. Esses sensores do tipo K possuem temperaturas que vão entre -200 e 1200 °C.

2. Sensor tipo E

Esse tipo de equipamento é muito sensível, sendo aplicado de forma muito adequada em sistemas que possuem temperaturas muito baixas.

3. Sensor tipo J

São aplicados em equipamentos mais antigos, não sendo compatível com sensores mais “modernos”. A sua faixa de atuação de temperatura está entre -40 a 750 ºC.

Caso sua utilização seja acima dos 760 ºC acontece uma transformação magnética que estraga sua calibração.

4. Sensor tipo N

Tem grande estabilidade e também ótima resistência, principalmente, contra oxidação a altas temperaturas.

Assim, o sensor do tipo N são adequados para o uso em temperaturas elevadas, sem que se precise recorrer as termopares que possuem platina na sua constituição, como os do tipo B, R e S, e foi pensado para que fosse uma “evolução” do sensor de temperatura do tipo K.

Assim, os termopares são muito importantes para as mais variadas aplicações dentro da indústria, principalmente, em máquinas que lidam com o calor.

Desse modo, a indústria para se desenvolver precisa sempre investir continuamente em manutenção dos seus mais variados componentes.

Assim, da manutenção em redutores, em empilhadeiras e esteiras são muito importantes, e o uso de sensores é fundamental para que os sistemas de automação industrial que vem crescendo por conta da tecnologia ficam cada vez mais eficientes, trazendo otimização na produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *