Fique por dentro do sistema de ventilação mecânica

O sistema de ventilação mecânica, também conhecido como suporte de ventilação, é o equipamento utilizado durante o tratamento de pessoas com problemas respiratórios, como, por exemplo, insuficiência respiratória aguda ou crônica.


Na prática, o intuito do equipamento consiste no alívio do trabalho da musculatura respiratória do paciente, principalmente em situações agudas, em que a frequência metabólica é elevada.

Além disso, o aparelho de ventilação mecanica evita o cansaço dos músculos que compõem o sistema respiratório, diminuindo também o consumo de oxigênio, o que ajuda a reduzir o desconforto durante a respiração.

Abaixo, fique por dentro das principais informações sobre sistema de ventilação mecânica.

Modalidades da ventilação mecânica

Assim como foi mencionado há pouco, o equipamento de ventilação é usado em casos de pacientes que enfrentam problemas na respiração.

Nesse sentido, entende-se que existem diversas complicações envolvendo doenças respiratórias, algumas mais simples e outras mais extremas, como é o caso da insuficiência respiratória aguda.

Por conta disso, há duas modalidades de ventilação mecânica, que atendem tanto a situações menos graves, como às mais complicadas:

Ventilação mecânica não invasiva: neste caso, uma máscara é conectada ao paciente, fornecendo o oxigênio. Este procedimento aplica-se às situações menos graves, como ataque de bronquite, por exemplo;

Ventilação mecânica invasiva: neste sentido, o equipamento é diretamente conectado ao paciente por meio de um tubo, que é inserido na traqueia, conhecido como traqueostomia ou endotraqueal.

Cabe destacar que a indicação de cada uma dessas modalidades vai depender do diagnóstico médico.

De toda forma, os dois tipos de ventilação mecânica podem ser usados tanto no ambiente hospitalar quanto na casa do paciente em questão.

Neste último caso, a instalação da aparelhagem correta deve ser feita na residência, incluindo o equipamento principal e outros secundários, como o compressor chiaperini, que comprime o ar utilizado no equipamento.

Onde é usado o equipamento de ventilação mecânica?

Para casos mais graves, o tratamento com ventilação mecânica é feito diretamente no ambiente hospitalar. Quando o paciente apresenta um quadro estável, por exemplo, pode ser transferido para o próprio domicílio.

Quando este recebe o tratamento em sua residência, com casa do compressor, é necessário que os mesmos cuidados hospitalares sejam tomados.

Caso contrário, a pessoa pode apresentar piora no quadro clínico. Sendo assim, é ideal manter um especialista por perto, como cuidadores ou algum familiar de confiança.

O paciente que volta à residência para dar continuidade ao tratamento tem a oportunidade de:

  • Retomar às atividades cotidianas;
  • Conviver com os familiares;
  • Ter melhor qualidade de vida;
  • Reduzir o estresse emocional;
  • Garantir privacidade;
  • Ter mais segurança.

Cabe salientar que o tratamento realizado no ambiente hospitalar é importantíssimo para que o paciente apresente uma melhora constante.

No entanto, longos períodos nessa condição podem acarretar em baixa-autoestima, desmotivação e menor qualidade de vida.

Lembrando que o sucesso no quadro médico vai surgir a partir dos cuidados tomados, bem como o uso da aparelhagem adequada.

Há pouco foi mencionado sobre o uso do equipamento que comprime o ar para o aparelho de ventilação, o compressor.

Por isso, o recomendado é pesquisar sobre o preço de compressor antes mesmo de o paciente voltar para casa.

Avaliação domiciliar

A residência deverá ser avaliada antes da alta hospitalar dada ao paciente.

O procedimento envolve a análise do espaço físico interno do local, incluindo a largura das portas, corredores e qualquer área que esteja ligada à mobilidade do paciente, bem como a presença de escadas, deformidade no solo e etc.

As condições sanitárias e elétricas da casa também são analisadas, pois desempenham papéis importantíssimos na recuperação do paciente.

Que precisa de um ambiente com boa qualidade da rede elétrica, iluminação natural e umidade baixa.

Neste último exemplo, é imprescindível a instalação de um exaustor banheiro, que ajuda a diminuir a umidade do ambiente.

Cabe ainda dizer que todos os móveis e pisos precisam ser de fácil higienização. Além disso, a residência pode precisar de alguns reparos, antes do paciente ser transferido de vez.

Dessa forma, a família garante um ótimo atendimento à pessoa que acaba de voltar à rotina normal, com mais segurança e comodidade.

Pós-instalação da aparelhagem

Depois do processo de transferência do paciente para a própria residência, é preciso que os familiares saibam lidar com o paciente, o que envolve o engajamento familiar.

É preciso ter condições emocionais e psicológicas para lidar com um paciente com problemas respiratórios e que precisa da máquina de ventilação mecânica para respiração parcial ou completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *