Fique por dentro dos equipamentos de medição

Medidor de vazão ultrassônico (medidores de vazão Doppler não invasivos) é um tipo de medidor de vazão volumétrica, do qual exige particulados ou bolhas na vazão.

Eles são recomendados para aplicações em águas residuais ou em líquido poluído que seja condutivo. Recomenda-se também para quando há água como base. Não costuma funcionar em água destilada ou potável.

O arejamento pode ser preciso em aplicações em líquidos despoluídos. O medidor de vazão ultrassônico é indicado para aplicações em que há baixa queda de pressão, compatibilidade química e com pouca necessidade de manutenção.

Seu princípio básico de operação está no deslocamento da frequência (efeito doppler) de um sinal ultrassônico quando refletido pelas partículas de suspensão ou bolhas de gás (descontinuidades) em movimento.

Esse método de medição usa de um fenômeno físico em que uma onda sonora faz uma mudança de frequência quando é refletida pelas descontinuidades móveis em um líquido em vazão.

O ultrassom é transmitido a um tubo onde tem vazão de líquidos. As descontinuidades, por sua vez, refletem a onda ultrassônica com frequência diferente, diretamente proporcional à taxa de vazão do líquido. Esse líquido precisa conter no mínimo 100 partes por milhão (ppm) de 100 mícrons ou partículas suspensas e bolhas maiores.

Os medidores de vazão ultrassônicos com abraçadeiras possuem versões com um ou dois sensores. No sensor único, os cristais de transmissão e recepção são envasados no corpo do mesmo sensor, no qual é fixado por abraçadeira em um único ponto da superfície do tubo.

O composto de ligação é utilizado para conectar o sensor ao tudo por ultrassom. A versão sensor duplo, o cristal que faz a transmissão fica no corpo de um dos sensores e o cristal de recepção está em outro.

Os medidores de vazão ultrassônicos com abraçadeiras são suscetíveis a interferências na própria parede do tubo como qualquer espaço de ar entre o sensor e a parede.

Se a parede do tubo for fabricada com aço inoxidável, pode conduzir o sinal de transmissão distante o suficiente para que o eco de retorno se desloque e interfira na leitura.

Há descontinuidade acústica acoplada em tubos de cobre revestidos de concreto, plástico e nos tubos reforçados com fibra de vidro. Ocasiões como estas causam dispersão do sinal envidados ou atenuando o sinal de retorno.

Resultando na diminuição drástica a exatidão do medidor de vazão (para somente ±20%). Em sua maioria, os medidores com abraçadeiras não conseguem funcionar se o tubo for revestido.

Saiba sobre o medidor de vazão eletromagnético

O Medidor de vazão eletromagnético  somente funciona em fluidos condutivos e ele é composto por duas bobinas que são instaladas na parte superior e inferior do tubo de medição.

Ainda tem dois eletrodos em versões básicas para realizar a medição da voltagem criada. O revestimento deixa o isolamento das bobinas no qual se encontram diversos materiais como: borracha dura, teflon, cerâmica, entre outros.

Elas, as bobinas, são responsáveis de fazer um campo eletromagnético dentro do tubo de medição. Há discussões sobre qual tipo de tensão é melhor AC ou DC ou inverter os polos, um tópico avançado.

Quando o fluído consegue passar por meio deste campo eletromagnético feito, faz uma tensão que é medida com os eletrodos nas duas partes das laterais do medidor de vazão eletromagnético.

A voltagem é diretamente criada proporcionalmente com a velocidade da vazão. Para dimensionar o medidor de vazão eletromagnética, precisa se atentar alguns dados importantes:

  • Range de medição de vazão (vazão mínima, média e máxima);
  • Pressão da linha (valor mínimo, máximo e de operação);
  • Temperatura do produto (valor mínimo, máximo e de operação);
  • Tipo de conexão de processo;
  • Compatibilidade química (para saber o revestimento adequado).

Seguindo essas informações, pode-se dizer que permite dimensionar o medidor, no qual encontrará o erro no range de medição informado, velocidade de vazão e, também, terá queda de pressão criada, mas vale ressaltar que, este medidor não causa queda de pressão.

Um medidor de vazão novo não é difícil de dimensionar, pois a questão é saber como mexer no software e conhecer o modelo que está sendo dimensionado.

Algumas empresas de automação oferecem software de dimensionamento online. Mas lembre-se, é preciso saber o modelo do medidor antes de realizar o dimensionamento.

Saiba sobre o medidor ph

Medidor de ph, ou pHmetro de bolso, é um instrumento portátil de fácil manuseio. Este é recomendado para medir o grau de alcalinidade ou acidez de uma substância, dando informações/ dados precisos de maneira prática e ágil.

Ele é composto de pH e eletrodo acoplado a um potenciômetro. Sua leitura é realizada por meio de um milivoltímetro que converte o valor do potencial do eletrodo em unidades de pH.

Esse modelo é de bolso e compacto e tem compensação automática de temperatura no visor, é resistente, versátil e de simples manuseio.

Esse eletrodo de medição de pH tem aspecto de um bulbo de vidro, com saída de milivolts que tem variações conforme a concentração de íons de hidrogênio nas suas áreas de fora para dentro.

A impedância e suas resistências são consideradas essenciais para amplificar a exatidão das tensões mínimas do eletrodo, assim tendo sobre as unidades de pH no display digital.

Cada medidor de pressão tem uma função diferente dentro da indústria, por isso, o ideal é consultar um profissional especializado para saber qual o medidor certo para sua demanda.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *