Equipamentos que precisam de calibração em dia

O setor industrial está sempre lidando com processos que demandam alto índice de precisão.

Além disso, uma série de máquinas e equipamentos são voltados para a medição correta de materiais e produtos distintos em praticamente todos os segmentos das indústrias.

Por isso, é muito importante realizar uma verificação completa periodicamente e cuidar sempre para que a operação das máquinas seja realizada por pessoas capacitadas, prolongando sua vida útil e proporcionando o bom desempenho.

No artigo a seguir, saiba mais sobre a calibração e conheça alguns utensílios que podem ser indispensáveis na hora de aliar praticidade com precisão.

Calibração

Todo equipamento que, em alguma etapa de produção, influencia as medições de controle de qualidade do produto devem passar pela devida calibração, que vai verificar uma série de dados e relacioná-los com o padrão determinado.

Assim, muitos erros podem ser evitados e a segurança dos processos de produção é garantida.

Além disso, a Calibração de equipamentos de medição evita o comprometimento do produto final, pois observa a semelhança do resultado obtido com a norma aplicada e a precisão estabelecida para aquela linha produtiva.

Quer entender melhor? Vamos ao um exemplo abaixo.

Importância

Imagine um termômetro. Esse utensílio é utilizado em diversas ocasiões para medir a temperatura de um objeto, de um fluido, de um corpo, etc.

Ao calibrá-lo, um erro de indicação ou a correção se ajusta graças a frequência das calibrações.

Com isso, a temperatura real será apresentada na grandeza em questão (Celsius, no caso). Isso será obtido a partir dos pontos específicos na escala.

Desse modo, a base de erro de medição consegue ser reduzida ao máximo utilizando equipamento adequadamente calibrados.

Isso significa que a garantia do padrão do produto, muitas vezes, depende absolutamente desse tipo de procedimento e de sua realização qualificada e periódica.

Não é por acaso que o Comissionamento de equipamentos é indispensável.

Afinal, ele garante que o maquinário será totalmente conferido, testado e avaliado conforme as necessidades de produção e segurança.

Ao examinar todos os componentes de todos os conjuntos, esse tipo de procedimento fornece a permissão para que a rede seja utilizada e faz um avaliação precisa sobre as condições de uso de cada equipamento.

Agora, que tal conhecermos um utensílio que, além de facilitar o cotidiano industrial, confere uma série de vantagens para a produção e para a qualidade do produto? Vamos lá!

Paquímetro

Uma imensa variedade de objetos muito pequenos são difíceis de medir.

Para obter as suas dimensões de forma precisa e rápida, o paquímetro é extremamente recomendado, pois ele possui uma régua graduada acoplada a um encosto fixo.

Além disso, ele possui um cursos acoplado e ligado a um dos dois bicos de medição do aparelho. O outro bico, por sua vez, liga-se a escala.

Entre os objetos que podem ser medidos com precisão por esse dispositivo estão parafusos, porcas, roscas, tubos, etc.

Um paquímetro possui, ainda, diversos componentes, tais como:

  • Orelha (fixa ou móvel);
  • Parafuso e trava;
  • Escala fixa;
  • Encosto (fixo ou móvel);
  • Bico (fixo ou móvel);
  • Nônio;
  • Impulsor;
  • Haste de profundidade.

Tipos de paquímetro

Existem diferentes tipos desse equipamento e ele pode ser encontrado em ambientes diversos dentro dos variados segmentos industriais.

paquimetro digital, por exemplo, apresenta muitas vantagens com relação a tecnologia, pois seus resultados são obtidos de forma rápida e livre de erro de paralaxe. Esse modelo é muito indicado para a realização de controle estatístico.

O paquímetro universal, por sua vez, é o mais utilizado por realizar uma série de medições internas e externas de forma mais flexível.

Esses equipamentos também podem contar com acessórios como relógios, que realiza a leitura e agiliza a medição, ou bicos móveis, que são recomendados para medir peças cônicas, por exemplo.

Sendo assim, o Paquímetro preço pode variar de acordo com a demanda existente e com a aplicação que será fita do produto, de modo que é preciso contar sempre com materiais de qualidade certificada e garantir, assim, o desenvolvimento produtivo seguro e eficiente.

Outra dica extremamente importante é estar sempre atento as funções de cada equipamento e dispositivo disponível atualmente, pois dessa forma é possível facilitar o cotidiano industrial.

Isso porque muitos processos de automação industrial dependem diretamente do bom funcionamento do maquinário e, claro, da constante supervisão sobre suas condições de uso, possibilitando o melhor desempenho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *