Entenda as diferenças entre os tipos de compressores

O conceito de compressor consiste em uma máquina que, através do aumento de pressão é capaz de deslocar, modificar a temperatura e a pressão de um fluido, como os gases.

Eles são encontrados em diversos locais, devido a sua funcionalidade, como por exemplo, em construção civil, no sistema de geração de energia elétrica, consultório odontológico, em hospitais, funilarias e até mesmo no uso doméstico.

No primeiro momento, eles são classificados em três categorias:

  • Hermético: Nesse caso, o motor e o compressor ficam na mesma estrutura, com o sistema selado;
  • Semi-hermético: No segundo caso, a única diferença do primeiro é que ao invés de selado, o sistema é fechado com parafusos;
  • E aberto: o motor e o compressor ficam em estruturas separadas e por isso, o sistema é aberto.

A partir dessa classificação, eles possuem diversos modelos

O primeiro é o compressor parafuso, ele é usualmente encontrado na refrigeração comercial e consiste em dois rotores em forma de parafuso, que são ligados e giram em direção oposta.

Possui também os compressores Scroll, caracterizados por um sistema aberto, com duas partes separadas, resultando em uma parada e na outra com movimento inverso.

Esse modelo é muito em usado em grande ar condicionado. Há ainda, os chamados de compressores rotativos, como o próprio nome refere.

Ele possui um rotor, que faz o movimento de rotação ao entorno de um cilindro. Esse tipo oferece várias vantagens, como ser silencioso e mais econômico.

Outro modelo é o compressor centrífugo. Ele gira em um alojamento de maneira diferente com um propulsor de alta velocidade e devido a esse fator, é usualmente feito para ar condicionado.

Um compressor bastante conhecido, é o chamado de alternativo. Neste modelo, o gás é comprimido, ou seja, fica com o ar comprimido por um pistão localizado dentro de um cilindro.

Esse modelo provoca o maior consumo de energia e produz mais barulho. Há diversas vantagens na utilização de um compressor rotativo, estando elas citadas a seguir:

  • A velocidade de rotação é alta, isso faz com que as dimensões sejam reduzidas e um acoplamento direto;
  • O rendimento é independente da pressão e, além disso, é alta;
  • Não produz barulho;
  • Não possui válvulas;
  • Não há necessidade de uma fundação grande;
  • A compressão por meio do óleo permite o arrefecimento;
  • É muito comum o uso do compressor de ar hospitalar e apesar de seu uso ser essencial, são necessários diversos cuidados.

Devido a relação direta do cilindro de oxigenio com os pacientes, tanto para respiração mecânica, como em cirurgias.

São necessários determinados cuidados para um bom uso

De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) junto com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

E a Farmacopéia (Código Oficial Farmacêutico seguido no Brasil), é apontado que regras sejam seguidas para que se garanta a eficiência do material.

Uma delas, é que possua secador de adsorção e catalisador HOC. O secador de adsorção é responsável pela eliminação da água, possivelmente existente na compressão de ar, fazendo com que evite o surgimento de bactérias.

O catalisador HOC é encarregado da passagem de monóxido de carbono para dióxido de carbono. É imprescindível a manutenção em compressores.

Pois, o mau funcionamento faz com que haja a perda de rendimento e danifique as peças internas, causando baixa durabilidade.

Junto com a manutenção regular, também são essenciais alguns cuidados diários. Estes cuidados consistem em usá-los em locais frescos e limpos.

E possivelmente, sobre amortecedores de vibração; na verificação da mangueira, com a intenção da medida ser sempre maior que quinze metros.

Prescrevem-se que sejam feitas drenagens nos reservatórios de água e que a troca de óleo seja feita de acordo com o manual de instruções, oferecidas pelo fabricante do produto.

Devido ao custo de compressor ser entre mil e quinhentos reais a três mil reais, com variação devido a marca, funcionalidade e desempenho, é muito comum a pesquisa por compressor de ar usado.

Os usados custam entre trezentos e mil reais, oferecendo um custo-benefício maior, entretanto são necessárias verificações nas condições do produto, através das manutenções.

Portanto, os compressores são máquinas que modificam a temperatura e a pressão dos fluídos, através do aumento da pressão interna.

Eles são divididos em três categorias: as herméticas, as semi-herméticas e as abertas. Devido sua grande funcionalidade, o mercado oferece diversos modelos.

Entretanto, eles possuem um custo elevado, fazendo com que as pessoas optem por compressores usados, porém nenhum deles dispensa a regularidade de manutenções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *