Saiba como são feitas as engrenagens e a sua funcionalidade na indústria

As engrenagens ou rodas dentadas, são componentes mecânicos de um sistema. Exercem sua funcionalidade aos pares, encaixando os dentes nos espaços não dentados umas das outras, concluindo um movimento, que, majoritariamente, mas não necessariamente, será circular.

Para que a movimentação desses elementos seja contínua e uniforme, eles passam por empresas de moldes, que irão moldarão suas superfícies em um formato específico para encaixe.

No caso de a roda maior – também conhecida como coroa – estar acoplada ao eixo do maquinário, a função das engrenagens será de aumentar a velocidade angular.

E, o contrário ocorre se a roda menor, também chamada de pinhão, estiver posicionada no eixo motor.

Conheça o passo a passo da produção

As engrenagens apresentam variações quanto ao tipo, ao número de dentes, ao diâmetro, ao ângulo de pressão e à posição relativa existente entre os eixos.

Sua fabricação conta com as seguintes etapas:

1) Em primeiro lugar, em uma industria de moldes são estabelecidas quais as grandezas e os dados, como modelo e tamanho, desejados na roda dentada, por meio de planilhas e sistemas computacionais.

2) Em seguida, após a transferência do programa tridimensional para a máquina que produzirá as engrenagens, ocorre um processo de fatiamento desses elementos, por meio do CNC (Controle Numérico Computadorizado).

3) Realizada esta operação:

a) define-se a espessura da fresa (instrumento de corte), para que o miolo da engrenagem seja removido, também a partir de uma implantação na fresadora de nova programação aplicada, por meio do CNC;

b) forma-se arestas de corte de espaçamento igual;

c) determina-se uma velocidade para utilização de um cortador de roda dentada com espaços dentados idênticos ou;

d) conta-se com máquinas especiais para fabricação de determinados tipos de engrenagens.

Como se pode notar, a depender do tipo de engrenagem o processo de fabricação será distinto, podendo ser realizado por meio de fresamento, de engate, de formação ou de maquinário específico.

Os tipos e formatos podem ser os seguintes

1) Engrenagens cônicas

É pelo fato de os dentes das engrenagens serem cônicos, que sua fabricação exige máquinas especiais. São empregadas na alteração, a baixas velocidades, do sentido de rotação e de direção de força. Os seus eixos se cruzam.

2) Engrenagens hipoides

Possuem dentes espirais de vários tipos e não propiciam o cruzamento de eixos, como no caso das engrenagens cônicas. É utilizada quando é necessário imprimir altos movimento e carga a esses eixos não interseccionados.

3) Engrenagens helicoidais

Nesses elementos, os dentes, em forma de hélice, estão posicionados transversalmente ao eixo motor e pelo fato de estarem bem próximos, podem suportar uma carga de peso mais elevada.

A função da engrenagem helicoidal, também chamada de engrenagem industrial, é a de transmitir, de forma fixa, rotações elevadas. Tem a vantagens de operar de forma silenciosa.

4) Engrenagens de parafuso sem fim

Ao contrário do esperado, embora o eixo possa girá-las, essas engrenagens não podem girar o eixo. A vantagem disso é que pode exercer a função de bloqueio de movimentação quando necessário.

5) Engrenagens retas

Engrenagens de dentes retos, disponibilizadas em formato de disco ou de cilindro, são as mais economicamente viáveis e a mais comumente empregadas.

Por não ser silenciosa, é mais utilizada para alterar força e velocidade de eixos de baixa rotação. Seus dentes retos, estão posicionados de forma paralela uns aos outros, considerando a posição do eixo.

6) Engrenagens diferenciais

Essas rodas dentadas são muito empregadas em veículos automotivos. Elas ligam dois eixos distintos e ajustam os ângulos de rotação.

Em veículos de grande porte, como empilhadeira, por exemplo, também pode ser encontrada a engrenagem com eixo transmissão clark 28000.

Responsável por difundir o movimento produzido no motor para outras partes do automóvel. Bastante resistente a pressão e a força, é ideal para máquinas e veículos de trabalho pesado.

E também, por essas razões, requer uma manutenção periódica e preventiva, como limpeza e lubrificação, a fim de que tenha uma longa vida útil.

Além disso, algumas engrenagens funcionam em conjunto com uma cremalheira, que consiste em um trilho ou barra dentada, que permite a transformação de um movimento em linha reta, em rotacional e vice-versa.

É o que podemos ver durante o funcionamento de um trem, entre o trilho e as rodas dentadas que o impulsionam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *