De onde surgiu o botão de emergência?

A indústria mundial está cada vez mais dinâmica, utilizando-se de tecnologias de ponta em seu sistema de produção e de outros processos.

Frente a este cenário em constante evolução, crescem também os riscos de acidentes de operadores, em relação aos perigos enfrentados nos diferentes processos industriais.

Para garantir a segurança dos trabalhadores na indústria, a legislação brasileira conta com a NR 12, que torna obrigatório o uso de dispositivos e sistemas de proteção em máquinas e equipamentos visando reduzir o número de acidentes.

Por que o botão de emergência é essencial?

As chaves de segurança são diferentes, mas também são utilizadas em sistemas de parada de emergência, estes produtos possuem acionamento por botão ou cabo.

Sendo o último destinado à proteção de máquinas de grande extensão. Cores para sinalização de emergência:

  • Vermelho: estado de alerta e a máquina fica parada, seja por dispositivo de emergência ou de proteção;
  • Verde: equipamento em excelente condição de funcionamento, pronta para começar a operação;
  • Preto: acionar e dar partida no maquinário;
  • Branco: circuito pronto para executar suas funções, ou seja, indica que tudo está funcionando adequadamente;
  • Amarelo: alarme que significa alguma falha ou erros para a execução, como temperatura atingindo valor máximo;
  • Azul: Qualquer função que não seja nenhuma acima que não seja nenhuma acima.

    Os aparelhos de emergência são essenciais e obrigatórios em qualquer indústria para garantir a segurança dos operadores e de qualquer prestador de serviço.

O botão de emergência é um dispositivo acionador, utilizado para interromper a operação da máquina de forma imediata. O botão de emergência, normalmente, é vermelho e tem a forma de um cogumelo.

Sua instalação deve ser feita em locais de fácil acesso e muito visíveis, justamente para que possam ser acionados com facilidade numa situação de emergência.

Também conhecido como eStop, é um equipamento de segurança que deve garantir a interrupção imediata do movimento da máquina, conforme a NBR 13759:1996, portanto, deve ser monitorado por um relé ou CLP de segurança.

A função de outras peças e sistemas durante emergências

O contato auxiliar é um dispositivo para seccionar ou comutar a passagem de corrente elétrica, isto é, abrir, fechar ou selecionar ramais de circuitos elétricos.

Contatos de grande capacidade de comutação, numerados por cifras simples são nomeados de contatos de carga ou também, como contatos principais.

Eles são destinados a aplicação em ramais de motores ou de carga, onde existem altas intensidades de corrente.

A marcação das extremidades de cargas de contato, é feita por algumas cifras (1/2, 3/4, 5/6 etc.).

Todos esses tipos de contatos de cargas, são contatos normalmente abertos, ou seja, operam de forma semelhante aos interruptores.

Sendo assim, quando ativados, eles tampam o circuito permitindo passagem de corrente elétrica entre suas terminações, permitindo assim o desempenho das cargas.

Contatos que são designados para serem usados nos próprios comandos, são chamados de contatos auxiliares. Eles apenas arcam com correntes relativamente baixas.

E, por isso, não podem ser aplicados em outros circuitos, como os de carga. O primeiro dígito, retrata a sequência de números do contato, alguns possuem até 4 contatos em seu corpo.

Podendo, ainda em alguns modelos, ser encaixado em um bloco de contatos auxiliares. Uma micro switch (ou chave fim de curso), é um termo generalizado usado para se referir a um comutador elétrico.

Que é capaz de ser exercido por uma baixa força física. Ela é muito frequente por conta de seu baixo valor e grande longevidade.

Normalmente, maior que um milhão de ciclos e acima de dez milhões de ciclos, para tipos usados em aplicações mais pesadas.

Possui um contato fechado normal que, quando a ponta é tocada, permuta o contato evitando a passagem da corrente elétrica.

Esse tipo Switch, é muito utilizado em máquinas industriais e em portões automáticos de garagem, por exemplo. Na robótica, se pode utilizar esse sensor para interromper que um robô caia de uma mesa, por exemplo.

Para indicar que ele bateu em algum lugar ou até mesmo como grau de segurança, para impedir que algum motor seja forçado.

A função principal deste item, é anunciar o comando que uma determinada situação foi alcançada, como por exemplo, a parte móvel da maquinagem chegou numa determinada posição ou ao fim de seu percurso.

O ativamento de uma chave fim de curso, pode ser realizado por meio de uma roleta mecânica ou gatilho (e também escamóvel) e são possíveis também algumas combinações de acordo com o fabricante

Atualmente, no ramo industrial existe uma grande leva de aplicações de chaves “fim de cursos”, seja ela em esteiras, guindastes, elevadores, máquinas, ou seja, em máquina elétrica, etc.

O micro switch é uma ótima opção de custo e benefício, já que permite mais de 1 milhão de ciclos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *