Cozinha industrial: conheça o maquinário utilizado

Cozinha industrial é muito diferente das domésticas. Entretanto, elas não se distinguem apenas pelo volume de comida processado: estruturas que são usadas de modo profissional também precisam cumprir uma série de regulamentações de higiene.

Do contrário, não apenas o estabelecimento pode sofrer sanções, como, também, causar uma crise de saúde pública.

Parte disso envolve contar com uma série de equipamentos específicos, que permitam uma manipulação de alimentos prática e segura.

A ideia é que o ambiente seja sempre higiênico e não favoreça a proliferação de microrganismos ou de outros elementos prejudiciais à saúde. Confira alguns deles a seguir:

 

  1. Embalagens metálicas

O aço inox é um dos materiais mais usados em equipamentos de cozinha industrial. O motivo por trás disso é a sua superfície lisa e com poucas ranhuras, que dificulta o acúmulo e a proliferação de microrganismos, reduzindo a chance de contaminação dos pratos.

Isso torna o uso de embalagens feitas de metal muito comum em cozinhas profissionais. Ela não apenas é uma forma segura de acondicionar ingredientes, como, também, pode ser empilhada e armazenada de uma maneira que preserva o sabor e as características dos insumos.

O próprio setor alimentício já reconheceu a utilidade de tais recipientes, e tem usado a embalagem metálica para acondicionar cada vez mais alimentos. Entre eles, estão:

  • Peixes e frutos do mar em geral;

  • Molhos e extratos de tomate;

  • Lácteos (leite condensado, creme de leite, etc);

  • Óleos e azeites.

 

  1. Geladeira industrial

Há uma série de equipamentos que são presença garantida em todos os tipos de cozinhas, sejam elas profissionais ou amadores. Itens de refrigeração, como geladeira e freezer, fazem parte deste rol.

Entretanto, no caso de locais industriais, tais itens têm algumas particularidades. O primeiro deles é o tamanho: como há o processamento de uma grande quantidade de alimentos neste recinto, o equipamento precisa dar conta de acondicionar muito mais insumos do que um refrigerador comum.

Isto, porém, não é tudo: a geladeira industrial, assim como os demais equipamentos usados em cozinhas profissionais, precisa ser feita em aço inox, por conta da maior facilidade de se fazer a higienização e o menor risco de contaminação.

Contudo, não basta escolher o equipamento correto, é preciso usá-lo corretamente. Consequentemente, ao fazer a montagem do cômodo, tem-se em mente o fato de que ele é uma linha de produção.

Logo, todos os seus equipamentos – inclusive os de refrigeração – devem ser posicionados em um layout que facilite as rotinas de trabalho.

Por último, também é imprescindível que todos os itens, sejam eles de refrigeração ou não, sejam higienizados periodicamente. A boa notícia é que produtos corriqueiros em qualquer cozinha, como o vinagre, são bons agentes de limpeza, e, assim, podem ser usados no processo.

 

  1. Moedor de grãos e cereais

Nem só de glamour vivem os restaurantes: atualmente, uma das principais tendências desse mercado são os pratos feitos com cuidado, com um toque de culinária caseira.

Por conta disso, parte dos estabelecimentos da área tem optado por ser responsável pelos próprios insumos. Seja mantendo uma horta de temperos ou firmando parcerias com agricultores, a ideia é que sejam usados apenas ingredientes frescos e produzidos de forma sustentável.

Além de melhorar a qualidade dos pratos, isso gera um diferencial competitivo importante para o local.

Uma das maneiras de colocar essa filosofia em prática é usar equipamentos como o triturador para produzir a própria farinha para pães, bolos, massas e, até mesmo, empanados.

Assim, é possível ter pleno controle sobre quais ingredientes serão usados, e em qual qualidade. Consequentemente, é possível criar receitas totalmente únicas.

Vale ressaltar que, atualmente, os produtos disponíveis no mercado são versáteis, e podem processar diversos tipos de insumos. Não é preciso adquirir um moinho de milho e um de trigo separado, por exemplo.

 

  1. Fogão industrial para a cozinha

O fogão é o coração de qualquer cozinha. No caso dos modelos industriais, eles estão disponíveis em modelos de três, quatro e até seis bocas. Elas, por sua vez, são maiores, de modo que sejam capazes de aquecer as panelas usadas em contextos profissionais, que são de maior porte.

Assim como no caso dos refrigeradores, este equipamento deve ser posicionado de maneira estratégica dentro do cômodo.

Lembre-se: uma cozinha industrial é uma linha de produção, o que faz com que seu layout seja fundamental para a otimização dos trabalhos. Consequentemente, equipamentos de qualidade, mas mal posicionados, serão inócuos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *