Conhecendo mais sobre compressor de ar e seus cuidados

Muito utilizado em obras, oficinas e indústrias, a venda de compressor de ar é uma demanda crescente, pois ele é um equipamento que fornece ar comprimido, permitindo o funcionamento de diversos tipos de itens, como ferramentas pneumáticas (furadeiras, lixadeiras, parafusadeiras), assim como pistolas de pintura eletrostática.

Apesar de ser um equipamento muito eficiente, se seu uso não for feito da forma correta, ele pode acarretar em acidentes graves, podendo levar à morte.

Tanto quem está operando o aparelho quanto quem está ao redor, acaba correndo riscos.

Por esse motivo, é importante seguir à risca todas as recomendações de segurança do compressor do ar, independente se for um compressor industrial ou outro modelo.

O manual de instruções de um compressor de ar normalmente traz várias informações que dizem respeito à instalação do aparelho, cuidados que se deve ter ao manuseá-lo, quais manutenções devem ser feitas durante o seu uso e outros procedimentos. Basicamente, um resumo dessas dicas são:

  • sempre obedecer a indicação da pressão máxima indicada no compressor;
  • não mudar a regulagem da válvula de segurança;
  • não fazer nenhum tipo de manutenção enquanto o compressor estiver ligado;
  • não retirar os acessórios que ficam no reservatório quando ele estiver pressurizado.

Também é fundamental escolher com cautela o local de instalação do compressor, que deve estar numa superfície uniforme, firme e sempre seca.

Produtos inflamáveis devem se manter distantes de onde o compressor for instalado, mesmo se ele for um mini compressor de ar.

O uso de equipamentos de proteção individual, como botas de segurança, luvas, óculos, protetores de ouvido e máscaras, é muito importante para prevenir que o operador do aparelho possa se machucar.

Como o ar comprimido ao ser liberado possui um jato muito forte e também há a possibilidade de conter partículas de óleo ou areia, por exemplo, dependendo da parte do corpo que ele atingir, pode causar graves acidentes. Por isso, o uso desses equipamentos de proteção é indispensável.

Como usar o ar comprimido de forma segura?

Além do que já foi citado anteriormente, para garantir um uso seguro do compressor, tenha certeza de que as mangueiras estão devidamente presas, sem correr o risco de se soltarem enquanto o compressor estiver ligado.

A ocorrência de vazamentos é sinal de perigo, então certifique-se de que isso não esteja acontecendo.

O jato de ar comprimido pode arremessar objetos contra outras pessoas, além de suspender partículas que podem causar danos à saúde.

Dessa maneira, todas as pessoas que estiverem no ambiente em que ele está sendo operado, deve estar devidamente trajado.

Modelos de compressor de ar

Há no mercado quatro diferentes tipos de compressores de ar: o compressor direto, o compressor parafuso, o moto compressor e o compressor de pistão.

O mais popular deles é o compressor parafuso, representando cerca de dez por cento do total da energia que é usada no segmento das indústrias.

Ele é composto, basicamente, por rotores, que podem ser machos ou fêmeas, que ao se deslocarem na direção um do outro, comprimem o ar.

Eles têm a possibilidade de funcionamento em alta velocidade combinada com alta taxa de fluxo. São também muito resistentes e não necessitam de muita manutenção, sendo uma escolha segura e econômica para quem adquire esse modelo.

O compressor de ar parafuso é muito encontrado em indústrias de alimentos e bebidas, fábricas dos segmentos automobilístico e petroquímico, entre outros. Consulte mais sobre o vendo compressor.

Entre as vantagens desse modelo de compressor parafuso em relação aos demais tipos de compressores estão: menor quantidade de partes móveis e tamanho compacto.

Em comparação ao compressor de pistão, por exemplo, o compressor parafuso possui rendimento bem maior.

Inventário de máquinas e equipamentos nr12

Ainda no quesito segurança, as empresas devem conter a lista de máquinas e equipamentos que são usados nos processos de fabricação de uma empresa, mais conhecido como inventário de máquinas e equipamentos nr12.

Nele deve constar todas as características e especificidades de cada equipamento, como modelo, cor, capacidade, peso, entre outras.

Junto com ele deve vir anexada à planta da empresa especificando o local de instalação de cada equipamento. Esse controle, além de seguro, traz outras vantagens para a empresa, como: melhor controle de todos os equipamentos e auxílio na melhora da definição dos fluxos de materiais, reduzindo as possíveis perdas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *