Conheça pequenas peças que auxiliam na indústria

Após a revolução industrial, muitas empresas em ramos distintos tiveram um crescimento gradual e começaram a inovar em vários setores, criando novos maquinários, métodos e também novas aplicações para as mais variadas peças.

Um dos ramos mais importantes e vitais hoje em dia, por conta da necessidade de diversos mercados, é o ramo de pequenas peças que auxiliam desde a manutenção adequada de equipamentos até na limpeza e funcionamento de outros maquinários.

Iremos entender durante este artigo quais são essas pequenas peças e alguns serviços que fazem a diferença em diversos ramos industriais.

Investindo na manutenção de equipamentos

Antes de observarmos melhor as peças que tem uso direto na indústria, é preciso conhecer alguns equipamentos que auxiliam na manutenção de maquinários maiores e que tem uma função muito importante nesse aspecto.

1. Escovas para a indústria

As escovas industriais têm um papel de destaque na limpeza dos equipamentos, sendo, em muitos casos, a única peça recomendada por fabricantes que garante a limpeza e a continuidade da aplicação das funções desses equipamentos por muito tempo.

Para escolher adequadamente esse tipo de equipamento é preciso ter atenção em vários quesitos. Primeiramente, é necessário verificar se o material que a escova é feita é pertinente para a limpeza do material que ela será aplicada.

Em um segundo momento, é preciso verificar as recomendações do fabricante e as especificidades do objetos, como a dimensão e o seu formato.

Normalmente, as escovas realizam corretamente os seguintes procedimentos:

  • Remoção de rebarbas;

  • Limpeza;

  • Torneamento;

  • Perfuração;

  • Acabamento;

  • Retificação.

Sendo que, como já destacado, é preciso identificar qual modelo melhor atenderá às suas necessidades.

Neste ponto, vale ressaltar que essas escovas tem uma longa duração e possuem um preço acessível no mercado, sendo uma peça fácil de encontrar e que trará muitos benefícios para sua linha produtiva sem alterar o orçamento de forma significativa.

2. O uso do inox

Além de garantir uma boa limpeza e manutenção, é preciso investir em um material que suporte os vários ramos que uma mesma indústria pode trabalhar.

Nesse contexto, o aço inox é um dos materiais preferidos para esse tipo de função por possuir uma grande resistência a abrasão e a materiais corrosivos.

Assim, ele pode ser aplicado em diversas funções, tendo um desgaste muito menor do que outros materiais.

Peças para trabalhar com gás

O gás é um material essencial para diversas indústrias e iremos destacar aqui duas pequenas peças que fazem parte de vários equipamentos que auxiliam na execução correta das atividades desses ramos.

1. Manômetro: Medindo a pressão e garantindo a qualidade

Você já conhece o manômetro para gás?

Essa peça funciona com um medidor e tem como principal função calcular a pressão, seja ela atmosférica, de um líquido ou de gases que são dispensados pelos equipamentos.

Mais ainda, ele mede a pressão dos materiais que percorrem as tubulações e, com isso, pode-se identificar possíveis obstruções.

O material mais comum para a fabricação desse equipamento é o mercúrio, por suas características muito sensíveis para pressões.

O modo operante mais comum é o de comparar a pressão de um gás ou líquido com a pressão atmosférica, apresentando em um visor essa informação e a eficácia dos equipamentos.

2. Eletrodo de ignição

O eletrodo de ignição é outra ferramenta adequada para o trabalho com gás.

De modo geral, ele é feito de material resistente a corrosão e a altas temperaturas, pois será submetido constantemente a esses dois processos.

Como o nome sugere, esse eletrodo (conhecido também como vela) tem a função de fazer a ignição de um sistema. No contexto atual, o de queima de algum líquido para transformá-lo em gás.

Esse eletrodo tem um papel fundamental para o funcionamento de todo o sistema, uma vez que se ele apresentar problemas é necessária a manutenção imediata.

É possível achar essa peça de forma simples no mercado, principalmente com algum distribuidor schneider.

Entendo sobre a máquina injetora de plástico

Uma das peças que mais auxiliam as indústrias atualmente é a injetora de plástico isso porque ela é a responsável por moldar diversos itens usados pelos diversos segmentos industriais, assim como os mais diversos setores (como casa e construção, automobilístico, etc.).

O plástico é um polímero (material resultante da fusão de vários outros insumos) que tem alta maleabilidade.

Assim, el pode ser modelado de forma muito simples por meio de um processo chamado de injeção de plastico, no qual a máquina injeta o material em uma forma superaquecida que, após resfriada, dá o formato adequado para a peça.

NR10: Investindo em segurança

Praticamente, todas as máquinas e peças que abordamos durante este artigo trabalham com a energia elétrica, o que requer das empresas uma atenção especial a adequação NR10, que é um conjunto de verificações e implementações dos sistemas e estruturas da indústria.

Entre os quesitos que são avaliados estão:

  • Sistema de gestão da segurança;

  • Comprovação de treinamentos;

  • Certificações de equipamentos e ferramentas;

  • Análises de riscos;

  • Medidas de controle;

  • Sinalização de segurança.

Após realizadas essas verificações e a aplicação dessas melhorias, será emitido um RTI (Relatório Técnico das Instalações) validando a estrutura elétrica da empresa nas normas NR10, um diferencial que pode fazer com que uma empresa se destaque no mercado por sua qualidade e segurança oferecida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *