Vamos falar sobre automação industrial

O setor industrial é repleto de processos fundamentais e naturalmente, ao longo dos anos formas de aprimorar tais procedimentos são cada vez mais exploradas.

É nesse cenário que a automação industrial desempenha uma função indispensável, pois é direcionada predominantemente para contribuir com o aumento da produção, amenização de custos, em prol de modificações tecnológicas.

Dessa forma, a automatização de sistemas reúne diversas vantagens, como o aumento de produtividade e condições de trabalho, especialmente em sistemas que antes eram considerados perigosos, além de simplificar a operação e manutenção.

Por esse motivo, é aplicada nas mais variadas áreas, em especial, por meio da engenharia de produção, já que se trata de um setor que visa aprimorar a operação.

Um grande exemplo é a automação de caldeiras, que são muito usadas em procedimentos de produção para obter vapor e gerar energia.

Entre os setores que operam com caldeiras, estão fábricas de alimentos, bebidas, usinas de álcool, açúcar, entre outros locais. Por meio da automação e controle projetados adequadamente, é possível operar com confiabilidade, segurança e economia.

Nesse tipo de operação, é muito comum que a falta de um monitoramento constante da temperatura e controle causem falhas por conta do superaquecimento ou condução inadequada.

Como resultado, a qualidade do processo pode ser seriamente afetada e por esse motivo, o projeto de automação e o acompanhamento profissional devem ser realizados com responsabilidade.

O que são sistemas de visão industrial?

Ao abordar os sistemas de visão, é importante esclarecer que seu funcionamento abrange todos os elementos necessários para alcançar uma imagem em uma representação digital.

Basicamente, o sistema de visão industrial corresponde a um dispositivo que atua no processamento de imagem e computadores para averiguá-la, posteriormente a análise que serve como base para uma determinada decisão. Esse tipo de sistema atende às seguintes funções:

  • Captura de imagem: abrange a iluminação e posição da câmara;
  • Processamento de imagem: delimita a imagem inicial às regiões de interesse;
  • Análise de imagem: está submetida à especificidade da aplicação a ser desenvolvida;
  • Resultado: envolve os valores de contagem, grau de semelhança, distâncias, entre outros.

Com um sistema projetado adequadamente, é possível ter diversas vantagens no meio industrial, como flexibilidade, precisão e consistência, já que um sistema eficaz pode alcançar maior exatidão em diversos elementos.

Qual é o papel da instrumentação?

Neste contexto, é interessante observar o papel da instrumentação, pois é um termo muito abrangente e pode se distinguir de acordo com os setores em que é aplicado.

O termo instrumentação por si só, conforme o nome indica envolve os instrumentos que determinado trabalho seja efetuado.

Já quando se trata de instrumentação industrial, é uma área visada para contribuir como a efetivação da automação, pois visa o aperfeiçoamento dos processos e obtenção de maior qualidade. Sendo assim, as técnicas e dispositivos adaptados para alcançar resultados melhores.

De certa forma, ao considerar o uso dos instrumentos corretos para fornecer um cenário de operação otimizado, a Instrumentação cirúrgica também se encaixa nesse contexto, com maior segurança e precisão os instrumentos ao cirurgião.

Neste caso, o processo é realizado pelo instrumentador, que contribui com que os procedimentos sejam facilitados e que a sequência lógica de cada tempo cirúrgico acompanhada com cautela e precisão.

O que é o kit arduino?

O arduino consiste em uma placa usada como uma plataforma para prototipagem eletrônica, o seu grande diferencial é acessibilidade, pois consiste em um sistema basicamente simples.

Basicamente, as unidades são compostas por controladora Atmel AVR de 8 bits, entrada usb, pinos analógicos e digitais entrada e saída e código aberto.

No que diz respeito ao software, a placa apresenta funcionalidades elaboradas através da linguagem C/C++, que usa uma interface gráfica escrita em Java.

Além disso, suas funções tornam possível o desenvolvimento de software cidade de execução por meio do dispositivo.

Dessa forma, quando se trata de automação, com o arduino kit, é possível desenvolver os mais diversos projetos, pois podem ser conectados mais diversos dispositivos como motores, sensores e displays.

Por esse motivo, a placa é usada para arte, diversão, automação, entre outros projetos para áreas variadas, até mesmo para automatizar sistemas residenciais, como acender e apagar as luzes.

Conforme pode ser notado com as informações apresentadas ao longo do texto, a automação consiste em uma área muito ampla e que pode beneficiar os mais diversos sistemas operacionais.

No entanto, naturalmente é necessário que a área ser automatizada tem a estrutura adequada para se adaptar, para que de fato, a automatização seja algo benéfico em termos de economia, praticidade e produtividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *