A relevância do metal e dos procedimentos de metalurgia

No setor da indústria, diversas atividades são desenvolvidas nas empresas de vários setores diferentes uns dos outros. Esses setores são muito importantes para a rotina das pessoas e no funcionamento de diversos lugares, que dependem das mercadorias produzidas pelas companhias da indústria.

O trabalho nas firmas acontece com a utilização de máquinas e equipamentos de alta potência e praticidade no manuseio deixam as atividades produtivas mais rápidas.

A relevância do metal na indústria

A matéria-prima é outro fator fundamental para o desenvolvimento dos processos produtivos. Na indústria, as empresas utilizam vários tipos de insumos, às vezes mais de um, dependendo do serviço que realiza.

O metal é uma matéria-prima extremamente importante nas atividades produtivas, pois, as suas propriedades e capacidades de transformações são pontos vantajosos para o desenvolvimento de mercadorias em muitos setores.

Os metais são utilizados em sua forma pura ou em ligas metálicas. Essa matéria-prima é a base para a criação de:

  • Peças;
  • Aparelhos;
  • Equipamentos;
  • Ferramentas.

Existem outras finalidades que os metais possuem, ajudando a agregar valor nos objetos e componentes produzido em diversas empresas.

O metal é um elemento químico que tem um brilho característico e capacidades de condutividade de calor e eletricidade. Quando misturado com outros elementos em ligas metálicas a qualidade, durabilidade e possibilidades de utilização aumentam.

As principais características desses materiais são: ductibilidade, maleabilidade, resistência mecânica contra esforços e tenacidade.

A indústria metalúrgica é uma área que realiza procedimentos muito importantes onde o metal é a principal matéria-prima. Os procedimentos de extração, fundição e fabricação são importantes, pois, resultam em peças que são usadas em áreas como:

  • Construção civil e naval;
  • Automotiva;
  • Indústria transformadora;
  • Eletrônica;
  • Aeroespacial.

A usinagem na metalurgia

A usinagem é um processo que consiste em transformar uma matéria-prima sólida em peças de vários tamanhos e formatos. Esse serviço é feito com máquinas-ferramentas que possuem funções específicas.

Aplainamento, brochamento, eletroerosão, furação, fresamento, retificação, serramento, torneamento, são algumas das técnicas que os profissionais especializados em usinar realizam para a criação de peças.

Nos trabalhos de retificação e fresamento, por exemplo, a morsa de precisão é um equipamento muito usado, pois, ajuda na fixação e posicionamento das peças para a realização do processo de cortes chanfros, perfurações e acabamento nos componentes.

Existem diversos modelos de morsas na indústria, com opções de regulagem, altura, profundidade e tamanhos. Pesquisar em vários estabelecimentos que comercializam essa ferramenta é um caminho para encontrar um modelo que atenda as necessidades da sua empresa.

O torneamento é um serviço que cria o formato geométrico das peças. A máquina usada para esse procedimento é o torno mecanico, equipamento versátil que consegue criar as formas dos componentes e dar o acabamento. As peças que são criadas com o torno são:

  • Cones;
  • Esferas;
  • Eixos;
  • Peças cilíndricas;
  • Polias;
  • Pinos;
  • Roscas e componentes com formatos estranhos.

A eletroerosão a fio é um procedimento especial na usinagem que aumenta a resistência das peças, pois, parte do princípio de destruição das partículas metálicas por intermédio de descargas elétricas.

Essa técnica de usinagem proporciona ótimos resultados, porque, não causa problemas estruturais e a peça não entra em contato direto com o fio, ponto que aumenta a qualidade do componente.

No serramento, outro método de usinar, uma serra de bancada ou uma serra de arco, são ferramentas simples e que ajudam na produção e peças.

Tratamentos especiais aos metais

Algumas peças em metal após a etapa de criação, precisa de um tratamento diferenciado, ou seja, uma aplicação ou banho de imersão em substâncias que ajudam a potencializar a qualidade do material.

Existem algumas misturas que são criadas com elementos químicos, por exemplo, o banho de zinco conhecido como galvanização, banho de ouro, prata, cobre, estanho, níquel, latão, são alguns dos elementos que podem ser usados para deixar as peças com mais resistência contra oxidação, corrosão e desgastes.

A cromação de peças é outro procedimento que cria uma cobertura de cromo nas peças. A cromação é feita em itens que não apresentam uma quantidade suficiente de ferro na sua composição, por isso, é necessário aplicar camadas de cromo, pois, esse elemento consegue criar uma proteção e restaurar o aspecto estético da peça.

Nos serviços de fabricação de peças, estruturas que envolvam o metal como principal matéria-prima do processo, além das máquinas de usinagem, na metalurgia as empresas costumam utilizar ferramentas gerais para pequenos reparos ou tarefas que necessitem de itens como: alicate, martelo, chave de fenda, arco de serra, curvador, cortador, furador, estilete, martelete, lixadeira, entre outros.

Portanto, fazer a aquisição de ferramentas e máquinas de qualidade, investir em uma equipe de funcionários capacitados é o caminho para uma produção com excelência e ótima geração de lucros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *