A nova automação industrial

Uma indústria é altamente composta por máquinas e processos, tudo para que a produção seja mais eficiente e sustentável. É notável que esses processos vão desde de instalação de conexões galvanizadas preço até em máquinas de tecnologia industrial.

Um dos sistemas de desenvolvimento mais importantes na nova era industrial é a chamada automação industrial. A automação é tornar sistemas industriais inteligentes.

Para termos uma certa noção do que seria podemos pensar nos metrôs e nos trens das grandes cidades.

Eles possuem diversos sistemas automatizados que permitem que a operação seja feita. Um dos exemplos de automação nos metrôs e trens são:

  • Fechamento de portas;
  • Funcionamento e regulagem do ar condicionado;
  • Anúncio da próxima estação;
  • Aumento e diminuição das velocidades.

A automação então não é simplesmente uma mecanização dos processos, mas sim uma integração inteligente dos sistemas. Um dos principais modelos de automação na indústria é a instalação de esteira transportadora industrial.

Diferenças entre automação e mecanização

Como dissemos a automação não é uma mecanização, mas é preciso explicar o que isso significa. A confusão é causada por conta dos termos serem aproximados, mas seus significados são diferenciados.

A automação permite que um trabalho seja feito por meio de máquinas controladas automaticamente, geridos por sistemas de CLP – Controle Lógico Programável ou então por uma interface homem-máquina, onde é muito usado (principalmente me sistemas de reparo de IHM).

A mecanização é o emprego também de máquinas, mas que não possuem uma inteligência artificial com sensores, mas que apenas executem alguma tarefa substituindo o esforço físico, como o aperto de parafusos.

A indústria 4.0 e a automação

A indústria 4.0 é a nova indústria em que é influenciado em grande parte por grandes tecnologias. E a automação nessa indústria é ainda mais importante, porém, é necessário estar atento a outros elementos como:

  • Conhecimento da plata (que é a informação);
  • Produtividades (eficiências produtivas);
  • Decisões (diagnósticos e prognósticos);
  • Formatos novos (oportunidades de negócios).

E a automação na indústria 4.0 devem dar respostas para alguns problemas ajudando na permissão de novas formas de fazer negócio; eliminação de desperdícios e erros e customizar e personalizar a produção.

Outro ponto importante é a realização da manutenção preditiva para que as máquinas sejam altamente produtivas e eficientes.

A indústria 4.0 é altamente diferentes, pois constitui de processos dinâmicos que permitem a customização em massa, e ajudam na descentralização dos controles, mas que permitem ainda um controle adequado. É possível também um sistema de monitoramento em rede.

Por isso que as tecnologias de automação na indústria 4.0 tem novas diretrizes e novas aplicações. Assim, as automações nessa nova indústria consegue colocar de forma prática:

  • Conectar os dados por meio de banco de dados;
  • Usar a nuvem e o big data para análise de dados;
  • Usar predições para formação de prognósticos e manutenção;
  • Usar o desenvolvimento de máquinas para melhorar o sistema.

Diretrizes de um projeto de uma indústria 4.0

Assim, para a formação de um projeto de automação, deve-se levar em consideração as características da indústria (processos com tubo galvanizado e esteiras) e observar algumas características como:

Instrumentação e medição

Para melhorar os processos devem se utilizar as redes de ethernet e também de wireless adotando protocolos industriais.

Controle

Uma coisa a se investir é a descentralização do controle, dando flexibilidade a todos os processos de produção. Para controlar é usar os chamados microcontroles e formados por controladores centrais se conectando com as “nuvens”.

Infraestrutura

A infraestrutura dessa automatização é um pouco diferente, sendo necessário o uso de ferramentas de virtualização, como as chamadas cloud computing e de sistemas de gestão chamados de outsourcing.

Operação

A operação dos sistemas de automação se dão por meio de aplicativos que ajudam na integração dos mais variados sistemas e ajudam na identificação de problemas.

Com isso podemos também apontar que a nova automação lida com dados e com isso é preciso investir em estruturas de segurança de dados.

Por isso é necessário uma arquitetura de automação que consiga agregar todos os agentes produtivos e que assegura toda a demanda do empreendimento.

Vimos então que a produção de um sistema de automação é altamente importante para que a industria consiga novas formas de produzir e de formas mais eficientes de garantir sua automação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *